(11) 4249-2545 (11) 97023-3830

Vício por drogas: qual o tratamento para parar de usar?


Vício por drogas: qual o tratamento para parar de usar?

Hoje falaremos sobre uma das dúvidas mais frequentes sobre o vício em drogas: tratamento para parar de usar. Existem diferentes modalidades, as quais funcionam melhor quando combinadas.

Atualmente, as clínicas especializadas são as que oferecem as abordagens mais completas. Por um lado, impedem o contato com a substância. Por outro, oferecem uma intervenção multidisciplinar que envolve especialistas de variadas áreas.

No geral, os pacientes são internados de maneira voluntária, isto é, eles mesmos tomam consciência da importância do procedimento e optam por fazê-lo. Mas também há ocasiões em que o indivíduo coloca a própria vida e as das demais pessoas em risco, sendo necessária a internação compulsória ou involuntária.

Logo mais, veremos algumas das técnicas envolvidas no tratamento para parar de usar drogas. Observe com atenção!

 

1. Atendimento médico

 

Para que seja realizado o internamento em clínica especializada, o usuário de drogas tem contato com uma equipe de profissionais. Os da área médica estão entre eles, sendo acionados logo na fase inicial.

Eles ajudam a diagnosticar o nível de dependência química e determinam qual é a estratégia mais adequada para cada circunstância. Normalmente, isso envolve os esforços de áreas específicas, tais como a psiquiatria e a psicologia.

Enquanto o psiquiatra analisa os aspectos fisiológicos e o impacto da abstinência no sistema nervoso central, inclusive receitando medicamentos, o psicólogo cuida da parte emocional. Ambos ajudam na reconstrução da identidade do paciente.

 

2. Prescrição de remédios contra drogas

 

O vício por drogas é uma enfermidade e podem ser recomendados medicamentos para ajudar combatê-la. Usualmente, esse tipo de recurso funciona melhor no período da abstinência, auxiliando no retardo da fissura e da ansiedade ou depressão.

É de extrema importância manter o controle e a supervisão de tais substâncias. Caso contrário, o adicto pode vir a substituir uma dependência por outra.

Alguns dos remédios para parar de usar drogas mais usados são:

  • Topiramato e Pergolide: são originalmente desenvolvidos para Mal de Parkinson e convulsões, mas também indicados para usuários de cocaína;
  • Risperidona, Modafinil e Topiramato: indicados para usuários de crack visando controlar sintomas de Síndrome de Abstinência;
  • Rimonabanto, Bupropiona e Fluoxetina: indicados para reduzir a ansiedade em ex-usuários de maconha e tabaco;
  • Metadona e Buprenorfina: indicados para atuar no sistema de prazer e recompensa no cérebro, especialmente em usuários de heroína.

 

3. Terapias comportamentais

 

O vício por drogas requer uma mudança de comportamento significativa para ser superado. A pessoa precisa reencontrar o bem estar em outras atividades e se policiar constantemente para evitar recaídas.

Por essas e outras razões, o tratamento para parar de usar entorpecentes envolve terapias comportamentais. Elas ajudam a evitar recaídas.

 

4. Abordagem multidisciplinar

 

Para que as metodologias já descritas e outras técnicas contribuam na desintoxicação e reinserção do indivíduo na família e sociedade, as clínicas de recuperação trazem em suas equipes mais profissionais. Nas equipes multidisciplinares, podem haver: educadores físicos, nutricionistas, nutricionistas, entre outras áreas.

Existem instituições espalhadas por todas as regiões do Brasil. No entanto, seja cauteloso na escolha da opção ideal e mais confiável para o seu caso ou de um ente querido.

Precisa de ajuda?