(11) 4266-0513 (11) 3042-4005

A vida de um dependente químico


A vida de um dependente químico

Hoje em dia, há um número elevado de pessoas com dependência química. A vida de um dependente químico faz parte dos mais de 160 milhões de pessoas que consomem drogas dos diferentes tipos no mundo todo. Com a idade a partir de 15 anos, cada vez mais jovens tem se interessado por substâncias químicas prejudiciais par a saúde.

No começo, a maioria dos dependentes consegue aproveitar os efeitos positivos que a droga causa, pois a maioria delas consegue trazer um efeito de prazer imediato. Maior felicidade, coragem, bem-estar, disposição são fatores que parecem ser agradáveis, mas que com o tempo, começam a se transformar em apenas aspectos negativos.

A dependência química a longo prazo traz diversas alterações sérias no funcionamento do organismo. Pode apresentar alterações no cérebro, problemas nos pulmões, coração, mal funcionamento do fígado.

A busca desenfreada pelo prazer que a substância proporcionar e desencadeava no organismo, a vida de um dependente químico pode se basear em seguir procurando essas sensações em novas drogas. Com agressividade e cometendo loucuras pela reação e pela abstinência, acabam se envolvendo em problemas.

Progressão da dependência química

O corpo e o organismo começam a se acostumar com as doses que o usuário ingere, visto que a maioria das drogas traz um hábito, o que com o tempo, causa uma sensação de insatisfação e diminui o prazer. O que vai forçar a pessoa a aumentar a dose ou procurar outras drogas para voltar a ter a mesma satisfação.

Essa disfunção vai causar um distúrbio no cérebro da pessoa, pois ele vai começar a entender que a droga é a sua única fonte de prazer. Essa satisfação imediata faz com que o usuário deixe de lado outras atividades que antes eram interessados, como a socialização, trabalhos, atividades físicas, estudos.

Depois que todas as outras fontes de prazer já não são mais importantes, perdendo o seu significado, um grande perigo pode ser apresentado. O consumo exagerado e sem controle vai aumentar o risco de contrair doenças ou ainda ter uma overdose, dependendo do tipo de substância.

A dependência química faz a pessoa acreditar que está sentindo muito prazer por conta das sensações no cérebro. Assim que o efeito passa, a ansiedade toma conta e a síndrome de abstinência começa a agir.

Conscientização e tratamento

Por conta de todos os fatores que são prejudiciais por conta do uso da droga, é muito importante ter conscientização do que está acontecendo. O usuário precisa entender os malefícios que a droga traz para a sua vida, percebendo as alterações no organismo, transtornos psicológicos e afastamento das pessoas próximas.

O impacto pode ser sentido em todos ao redor, sejam amigos ou familiares. A alteração na vida do dependente químico é um fator que deve ser levado em consideração para que possa começar a pensar em alternativas para se tratar.

Os espaços de uma clínica de recuperação são adequados para que o dependente químico encontre o tratamento adequado para a sua necessidade, com a ajuda profissional especializada.

Precisa de ajuda?