(11) 4249-2545 (11) 97023-3830

Quais são os efeitos do álcool para quem pratica atividade física?


Quais são os efeitos do álcool para quem pratica atividade física?

Você tem uma ideia de quais são os efeitos do álcool para quem pratica atividade física? Alguns podem até não concordar e tentar defender o fato de que uma cervejinha não afeta o desempenho. Mas beber e fazer exercícios não são escolhas compatíveis.

Essa afirmação se torna ainda mais clara com o passar do tempo. Afinal de contas, no princípio o impacto não é tão perceptível. Contudo, os danos das bebidas alcoólicas são graduais e podem se mostrar severos para o organismo progressivamente.

Ser alcoolista, por si só, já exige demasiadamente do corpo e interfere nas suas funções básicas. No atleta que demanda de uma performance mais elevada, os órgãos internos fazem ainda mais força. Eles precisam sustentar tanto a carga dos exercícios quanto as consequências das bebidas consumidas.

Lamentavelmente, o álcool é uma droga socialmente aceita e nem sempre recebe a devida atenção e cuidado quando consumida. Por essas e outras razões, informar-se é fundamental. Continue acompanhando nosso artigo e veja quais são os principais efeitos do alcoolismo para quem faz atividades físicas.

 

1. Ganho de peso

 

As bebidas são compostas por álcool etílico, rico em calorias. Ao ser metabolizada, essa substância se transforma em hidrato de carbono. Ele é capaz de gerar nada menos que 7 calorias por grama

Um único copo de caipirinha de 200 ml tem quase 300 calorias. Isso corresponde ao valor energético de uma refeição completa e muito mais saudável.

 

2. Desidratação do organismo

 

Uma das piores consequências do álcool para quem fazer exercícios é a desidratação do organismo. As bebidas afetam diretamente a função dos rins e levam à perda de eletrólitos. Eles contém minerais essenciais para o desempenho de atletas.

 

3. Alterações no ritmo cardíaco

 

A pessoa que pratica atividades físicas e ingere bebidas alcoólicas em quantias significativas pode ter quadros de arritmia cardíaca graves. Por consequência, perceberá redução da velocidade, da força física, da resposta muscular e da capacidade cardiorrespiratória.

Além disso, algumas doenças e distúrbios podem ser desenvolvidos no médio a longo prazo. Dentre eles cardiomiopatia, fibrilação atrial, hipertensão arterial sistêmica, derrame, acidente vascular cerebral e infarto do miocárdio.

 

4. Perda de massa muscular

 

Outro resultado indesejado da ingestão de álcool é a perda de massa muscular. Mesmo para quem pratica musculação, a bebida causa redução da síntese proteica e deficiência de vitaminas do complexo B e C, ambas essenciais para a manutenção da massa magra, sendo praticamente impossível definir a musculatura sem elas.

Nos homens, o excesso de álcool interfere até mesmo nas funções dos testículos e na produção de testosterona, o principal hormônio masculino que está ligado ao desempenho físico e sexual.

Já nas mulheres, a combinação de álcool e exercícios causa um impacto perceptível no metabolismo ósseo. Também são observados distúrbios no ciclo menstrual e desequilíbrios hormonais.

 

5. Quadros de hipoglicemia

 

Por fim mas não menos importante, mais um dos efeitos do álcool para quem pratica atividade física é a hipoglicemia. A atividade física por si só já é um agravante para esse tipo de problema. Mas com a ingestão de bebidas a ausência de glicose é ainda mais intensa e perigosa.

Se você quer se livrar da bebida mas encontra dificuldades, não hesite em procurar ajuda;

Precisa de ajuda?