(11) 4249-2545 (11) 97023-3830

Sinais para identificar um usuário de cocaína?


Sinais para identificar um usuário de cocaína?

O consumo de cocaína é estimulante e viciante. Essa droga é perigosa e pode ocasionar lesões severas no organismo, inclusive levando a overdoses e até mesmo à morte. Hoje vamos conhecer alguns dos sinais para identificar um usuário de cocaína.

Estar atento aos sintomas do vício é primordial para ajudar um amigo ou familiar que pode ter se tornado dependente do “pó”. Esse é o primeiro passo para oferecer ajuda e colaborar com a recuperação do adicto.

Entretanto, há uma certa complexidade no reconhecimento dos sinais. Eles podem ser tanto físicos quanto comportamentais. Por isso, reunimos algumas dicas que podem facilitar a tarefa. Confira na sequência!

 

Sintomas físicos para identificar um usuário de cocaína

 

Uma das primeiras observações a serem realizadas dizem respeito à respiração. Se a pessoa tem sempre o nariz escorrendo e funga com frequência mesmo quando não está gripada, esse pode ser um sinal de uso prolongado da droga. Há, inclusive sangramentos nasais esporádicos que decorrem de lesões internas nas vias aéreas.

Outro sinal é a vermelhidão nos olhos. Por se tratar de um estimulante muito forte, a cocaína deixa os olhos com as veias saltadas e lacrimejantes. Ela também causa insônia, o que resulta em olhos avermelhados pela manhã.

Ainda nos olhos, esteja atento às pupilas. O “pó” deixa elas dilatadas, mesmo que o ambiente esteja bem iluminado.

Por fim, observe se há marcas de agulha no indivíduo. Há quem opte pelo consumo intravenoso da droga, que também pode ser injetada ao invés de aspirada.

 

Sinais comportamentais para reconhecer um usuário de “pó”

 

Sintomas comportamentais são relevantes na identificação de um usuário de cocaína. Especialmente se ele demonstrar mudanças bruscas nas suas atitudes. Observe se o indivíduo se mostra hiperativo ou eufórico, com uma confiança excessiva em si mesmo e feliz aparentemente sem razão.

A cocaína ocasiona perda de apetite e mudanças de humor. Também potencializa o uso de álcool, especialmente bebidas mais fortes e destiladas.

A fala também pode sofrer alterações. Ela fica mais rápida e intercalada por risos frequentes. Por outro lado, há quem fique mais agressivo e até mesmo violento.

Observe, ainda, se a pessoa se retira do ambiente e retorna diferente. Ausentar-se várias vezes para ir ao banheiro ou “pegar um ar” deve ser um sinal de alerta, ainda mais se ela der a impressão de que está escondendo algo.

 

Indícios no ambiente do usuário de cocaína

 

Além dos sintomas físicos e comportamentais, ainda há outros sinais para identificar um usuário de cocaína que estão no ambiente em volta dele. Roupas sujas de pó e objetos escondidos debaixo da cama ou do sofá para cheirar a droga não podem passar despercebidos, tais como bandejas, caixas de CDS e outras superfícies retas acompanhadas de cartões e canudos.

Quando confrontada, a pessoa pode dizer que se trata de farinha ou açúcar. No entanto, quando a substância está em locais improváveis, a chance de se tratar de algo inofensivo diminui significativamente.

Ao se deparar com os indícios, não reprima o sujeito e procure falar sobre o assunto de forma aberta. Demonstrar a preocupação e se dispor a ajudar é muito mais efetivo que simplesmente reprimir o vício.

Na dúvida, contate uma entidade especializada. Recomendamos o Grupo Clínica de Recuperação.

Precisa de ajuda?