(11) 4249-2545 (11) 97023-3830

Quanto tempo dura o efeito da cocaína


Quanto tempo dura o efeito da cocaína

Embora a cocaína seja uma droga ilícita, seu poder psicoativo é procurado por inúmeras pessoas que acabam viciando no estímulo do “pó”. Entre outros aspectos, hoje vamos analisar quanto tempo dura o efeito da cocaína.

Esse pó branco é extraído das folhas de coca. A planta é originária da América do Sul e possui aplicações não prejudiciais, tais como a ingestão das folhas in natura para reduzir os sintomas decorrentes da altitude em alguns países por onde passa a Cordilheira dos Andes.

No entanto, quando transformada em droga, ela passa por processos químicos diversos. Em termos gerais, isso envolve a adição de elementos impróprios para o consumo e muito perigosos para a saúde.

A partir da pasta base da cocaína, laboratórios clandestinos fazem processos que incluem talco, cal, pó de giz, gesso, querosene, gasolina, soda cáustica, ácido sulfúrico, amônia e até mesmo pó de vidro. Quem consome sequer se dá por conta de que está se prejudicando e abastecendo um sistema que somente visa lucro para os traficantes e milicianos.

Se você quer saber um pouco mais sobre os efeitos no organismo e quanto tempo dura o efeito da cocaína ou “pó”, fique de olho nos tópicos abaixo.

 

Quanto tempo dura o efeito da cocaína?

 

Os efeitos da cocaína podem variar. Dependendo da pureza da droga, eles perduram por 20 minutos a 1 hora.

Mesmo assim, sua presença no organismo é mais longínqua. A substância pode ser detectada em testes anti doping por até 90 dias no cabelo, por até 4 dias na urina e por até 2 dias no sangue.

Além disso, precisamos considerar que há duas classificações distintas para os efeitos do pó. Alguns resultados são observados somente no curto prazo, especialmente a euforia. Por outro lado, há impactos gradativos e lesões difíceis de reverter no longo prazo.

 

Quais os efeitos da cocaína no curto prazo?

 

O sinal mais comum do consumo de cocaína é a euforia, ainda que ela seja intensa por pouco tempo. Logo na sequência, a energia repentina dá lugar para a depressão e para a fissura pela ingestão de mais droga. É exatamente aí que mora o perigo que leva tanta gente à dependência.

Observe a lista dos efeitos mais frequentes da cocaína no curto prazo:

  • Alegria e autoconfiança
  • Perda de apetite
  • Aumento da pressão arterial
  • Alterações no ritmo cardíaco
  • Elevação da temperatura corporal
  • Contração dos vasos sanguíneos
  • Dilatação das pupilas
  • Aumento do ritmo respiratório
  • Falta de sono
  • Náuseas
  • Comportamento imprevisível e por vezes violento
  • Alucinações e paranoia
  • Hiper excitação seguida de tristeza
  • Pânico, psicose e fissura por mais droga

Se consumida em doses muito elevadas, a cocaína pode levar a convulsões, vômito, ataques epiléticos e até mesmo à morte súbita.

 

Quais os efeitos da cocaína no longo prazo?

 

A cocaína afeta o sistema nervoso central e também a forma como o organismo processa os elementos químicos. Com o tempo, o corpo desenvolve tolerância e a pessoa precisa de maiores quantidades para obter os efeitos esperados.

A dependência física e psicológica pelo pó gera uma série de consequências no longo prazo:

  • Lesões nas vias aéreas
  • Danos a órgãos como coração, pulmões, cérebro, fígado e rins
  • Hipertensão
  • Derrames
  • Insuficiência respiratória
  • Alucinações táteis e auditivas
  • Disfunções sexuais
  • Transtornos de humor
  • Confusão mental
  • Depressão

Agora que você já sabe quanto tempo dura o efeito da cocaína e as sequelas para o organismo, não deixe de procurar ajuda especializada se você ou um ente querido demonstra sinais de dependência.

Precisa de ajuda?